Kirchenaustritt: renunciando a Igreja na Alemanha
Sociedade

Kirchenaustritt: renunciando a Igreja na Alemanha

Batatolandia Batatolandia Admin
1 de janeiro de 2019
454
0

Imagem: Fulvio Ambrosanio on Unsplash

Na Alemanha, quem se declara religioso, precisa pagar imposto para a Igreja. O imposto é descontado mensalmente da folha de pagamento e o valor é aproximadamente entre 8% a 9% do imposto de renda. A única forma de livrar-se deste encargo é rompendo com a Igreja num processo chamado de Kirchenaustritt.  A maior vantagem do Kirchenaustritt você já sabe: um pequeno aumento do seu salário líquido. No entanto, antes de você tomar esta decisão, é importante conhecer as consequências deste ato. Neste post, iremos entrar em mais detalhes sobre os motivos para o rompimento e quais as suas consequências. 

Motivos para renunciar a Igreja

Renunciar a Igreja é uma questão pessoal e os motivos variam desde econômia nos impostos até decepção com o comportamento de alguns membros do clero (e por "membros", queremos dizer membros mesmo). O gráfico abaixo, mostra que o número de renúncias da Igreja na Alemanha variou bastante através dos anos e portanto não podemos dizer que existe uma crescente tendência de rejeição. A curva azul mostra as dados da Igreja Evengélica e a curva laranja representa os dados da Igreja Católica. Já a curva cinza mostra o total de pedidos de renúncia em ambas as Igrejas.  

Spectr News Theme
Número de renúncias. Fonte: kirchenaustritt.de

Tão variados quanto o número de renúncias são também os motivos para a mesma. No gráfico abaixo vemos que 45,6% das renúncias têm como fim evitar o pagamento do imposto (Kirchensteuer), em seguida vem a decepção com a instituição (31,5%) e apenas uma minoria afirma ter deixado a Igreja por não acreditar mais em Deus ou por que mudaram de religião.

Spectr News Theme
Motivos para renúncias. Fonte: kirchenaustritt.de

De acordo com as pesquisas do jornalista Carten Frerk, a Igreja Católica possuía um patrimônio de cerca de 200 bilhões de Euros em 2013, portanto apesar das desistências, não acreditamos que o clero irá passar aperto financeiro e nem deixar de existir tão cedo.

A história de como você entrou para a Igreja

O pagamento do imposto para a Igreja começa a ser descontado automaticamente no seu primeiro salário. Muitos se perguntam: como isso aconteceu? A verdade é que você toma a decisão de pagar o imposto muitas vezes sem saber. Para os alemães isto é claro, pois conhecem as regras do país, porém o mesmo não é verdade para um estrangeiro. Quando você chega na Alemanha e faz o seu cadastro no Ausländerbehörde, é preciso preencher um formulário com dados pessoais, familiares, etc. Uma das perguntas neste formulário, diz respeito a sua orientação religiosa. Muitos de nós, preenche este campo sem saber quais compromissos financeiros se escondem por detrás desta escolha. Não há qualquer indicação, ou observação ou asterístico que esclareça os encargos que irão recair no futuro.

Desvantagens de renunciar a Igreja

Antes de você tomar a decisão de deixar ou não a Igreja, é importante estar ciente do que isso realmente significa e quais as consequências para a sua pessoa. Nós listamos apenas as consequências que poderão ser comprovadas cientificamente. Consequências como "queimar no inferno por toda a eternidade", por tanto, não constam na lista.

Batizado

As crianças cujos pais deixaram a igreja só podem ser batizadas sob certas condições. Para fazer isso, você precisa encontrar um cristão que receba e acompanhe a criança na paróquia da Igreja. Você mesmo não tem mais o direito de se tornar um padrinho de outra criança.

Comunhão e Confirmação

Se o seu filho não pode ser batizado por falta de padrinhos, a possibilidade de uma comunhão e uma Confirmação subsequente também é eliminada.

Casamento

Depois de deixar a Igreja você só pode se casar civilmente. Um casamento no religioso não será mais possível após a renúncia.

Desemprego 

Se você é funcionário de uma instituição religiosa ou seu empregador opera sob patrocínio da Igreja, você pode ser demitido pela renúncia. Além disso, você provavelmente não será empregado em qualquer outra instalação da Igreja, como creches, escolas, etc. Portanto nestes casos é bom pensar duas vezes antes de sair.

Velório

Muitas pessoas se preocupam com o que irá acontecer no funeral se renunciarem a Igreja. Neste caso, você pode ter certeza de que será enterrado do mesmo jeito. Não há necessidade de estar inscrito na Igreja para isso, já que na Alemanha existem também cemitérios administrados por comunidades. No entanto, nenhum pastor ou padre irá voluntariamente presidir o sermão a menos que tenham suas mãos devidamente ungidas pelos seus parentes.

Como renunciar a Igreja

Agora que você já conhece as consequências e decidiu, ainda assim, por uma renúncia, saiba que o processo é incrívelmente simples. Comece indo ao site da cidade onde você mora. Busque por "Kirchenaustritt" ou "Standesamt" (orgão responsável por registros de nascimento, casamento, óbito, etc). Anote o endereço e sala aonde o Kirchenaustritt é realizado. Compareça ao local com o seu passaporte em mãos. Um funcionário irá atendê-lo e fazer algumas perguntas básicas para confirmar os seus dados. O proceso será registrado no computador e um boleto será emitido a ser pago imediatamente no caixa. O valor pode variar de lugar para lugar, mas gira em torno de 31 EUR. Uma vez o boleto pago, o funcionário irá ativar o seu pedido que entrará em vigor a partir do mês seguinte.

Como voltar atrás e retornar para a Igreja   

Caso mude de ideia, é possível retornar para a Igreja a qualquer momento. Para isso, você precisará recorrer a um pastor ou padre. Na maioria das vezes você poderá contar diretamente com o representante paroquial da sua comunidade, mas também pode ser um diácono ou outro representante de uma comunidade maior. Estas pessoas saberão te aconselhar em seus passos de volta à Igreja.


Ranking: As melhores empresas da Alemanha 2019
Os primeiros meses com o bebê na Alemanha
Batatolandia Admin
Batatolandia Admin
Autor
Este site começou em uma manhã ensolarada, lá em 2008, com o intuito de compartilhar experiências com outras pessoas que talvez, estivessem passando pelo mesmo labirinto de adaptação, característico a tamanha mudança cultural.

Comentários